Rota da Cachaça no Espírito Santo

A Rota da Cachaça Capixaba iniciou-se com os primeiros engenhos de cana em São Mateus no século XVI. Em 1605 a cultura da cana já era importante também em Vitória, onde se produzia açúcar e aguardente.



Assim, a cachaça capixaba possui cerca de 400 anos de história.

A produção da cachaça capixaba tem recebido a atenção do SEBRAE/ES desde 1993. Entretanto, a partir de 1999, em parceria com a SEAG/INCAPER, incrementaram-se as ações do SEBRAE/ES nessa cadeia produtiva, coincidindo com a época em que alguns produtores decidiram-se por se organizar na forma de duas cooperativas, a UNICANA – Cooperativa dos Produtores de Cachaça do Espírito Santo, reunindo produtores de São Roque do Canaã, e a COOPAS – Cooperativa dos Produtores de Aguardente do Sul do Espírito Santo, agrupando fabricantes do Sul do Estado e da Grande Vitória.

São mais de 100 alambiques caracterizados como artesanais na Rota da Cachaça

Em 2000 foi estruturada a ACAPEQ – Associação Capixaba dos Produtores de Cachaça de Qualidade e, em 2001 APROCANA, esta última aglomerando produtores das regiões Norte e Noroeste do Espírito Santo.

A cachaça capixaba é produzida nas formas artesanal e industrial, em geral por micro e pequenos produtores. São mais de 300 fabricantes, sendo que cerca de 150 já estão com suas atividades legalizadas. Nos últimos três anos houve uma substancial melhoria na qualidade da cachaça do Espírito Santo, que passou a ocupar espaço, inclusive em nível nacional, entre consumidores selecionados.

Código: ST33kk44

O SEBRAE/ES, entendendo como fundamental a sua atuação na cadeia produtiva da cachaça capixaba, em conjunto com parceiros, desenvolve ações com o objetivo de valorizar o produto, qualificar o produtor, seja no aspecto gerencial, seja no tecnológico, buscando ampliar e consolidar mercados; capacitar e desenvolver a capacidade técnica, empreendedora e gerencial dos produtores; modernizar, fortalecer e expandir o associativismo; produzir respeitando o meio ambiente; desenvolver os arranjos produtivos da cachaça capixaba.

Participam dos trabalhos produtores, principalmente através das suas cooperativas e associações.

Alguns Rótulos da Rota da cachaça

AFONSO CLÁUDIO  

Cachaça Thimotina – Fundada em 1915, por Francisco Thimóteo Dias, é considerada um das cachaças de maior qualidade do Brasil. A cana utilizada em seu processo de fabricação é fresca e selecionada. A fermentação é feita sem adição de produtos químicos

MARECHAL FLORIANO

Santa Terezinha – Tem origem na região do Vale do Canaã, com data de 1942. A produção é artesanal, feita com cana selecionada e destilada em alambique de cobre. Tudo é feito em chamas de fogão a lenha

GUARAPARI  

Reserva do Gerente – É feita com uma cana-de-açúcar colhida por meio de técnicas diferenciadas de manejo e sem uso de fogo. Moendas elétricas situadas em local aberto são usadas para esmagar a cana. É considerada uma das melhores cachaças do Brasil

DOMINGOS MARTINS

Mais Uma – Nasceu em 1982. No ano de 2012, entrou no ranking das 12 melhores cachaças produzidas no Estado

SANTA TERESA  

Cachaça Da Mata – É produzida a uma altitude de 800 metros, numa área ecológica de 600 mil metros quadrados. A cachaça nasceu em março de 1993. O nome Da Mata e o colibri estampado em sua rotulagem foram inspirados no cenário da região onde ela é produzida.

SÃO ROQUE DO CANAÃ

Cachaça Granfina – De propriedade do Srº Carlos Villaschi. Fica localizada à Rodovia Armando Martinelli, s/nº, Bairro Picadão. CEP: 29665-000. Próximo a Igreja Matriz.

Conhece outros rótulos capixaba? Comente conosoco e teremos muito orgulho em incluir neste artigo.




Sandra Santos

O site girocapixaba.com é a concretização de um sonho, onde o foco é o turismo do estado do Espírito Santo. Não me canso de dizer: "O Estado do Espírito Santo é Lindo!"

Website: http://sandrasantos.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *