Município de Ibitirama

Ibitirama está numa região onde a natureza foi prodigiosa, desde a formação do solo, a composição da fauna e especialmente da flora, além da abundância dos recursos hídricos, o que garante a Agricultura e revela a beleza inigualável do local.




O principal ícone desta região, onde Ibitirama está graciosamente localizado, é sem dúvida, a montanha sagrada, a Serra do Caparaó.

O município vive num contesto tipicamente rural, com a economia baseada na agropecuária ou nas pequenas atividades caseiras como, agroindústrias ou produção de artesanato, tendo como referencial a criação de trutas.

Esse quotidiano agrega valores ao imenso poder de atratividade turística da Serra do Caparaó, que oferece além do esplendor da cadeira rochosa e várias cachoeiras, tendo os melhores acessos de aventura para o Parque Nacional do Caparaó.

Em meio a essa ruralidade encontramos serviços de acordo com o sistema de vida adotado, sem requintes, mas de qualidade indiscutível, o município oferece hospedagem, alimentação, lazer e entretenimento e outros serviços e equipamentos que possam ser necessários a turistas, visitantes e à comunidade local.

O Agroturismo, o Ecoturismo e o Turismo de Aventura, desenvolvidos de forma planejada e sustentável garantem uma melhor qualidade de vida à comunidade, uma melhor utilização do patrimônio natural e aos turistas, um destino turístico inesquecível.

O município de Ibitirama fica localizado a Norte de Iúna; a Sul de Divino São Lourenço; a Leste de Muniz Freire e Iúna; e a Oeste de Dores do Rio Preto e Minas Gerais.

A população estimada para o ano de 2018 é de 8.919 pessoas , conforme dados do IBGE. Para os nascidos na cidade recebe o nome gentílico de ibitiranense.

Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído de 2 distritos: Ibitirama e Santa Marta.

Conhecendo a História de Ibitirama

A aglomeração se desenvolveu a partir do núcleo central nascido às margens do rio Braço Norte Direito, no entroncamento da rodovia estadual ES-185.

O município de Ibitirama foi criado em 15 de setembro de 1988, pela Lei nº 4.161, desmembrado de Alegre, e instalado em 1º de janeiro de 1990.

Após chegar a Itapemirim, estabelecendo vários entrepostos, que viraram importantes cidades e localidades (Alegre, Cachoeiro de Itapemirim e seu Distrito de Pacotuba, entre outros), na década de 20 do século XIX, o capitão-mor Manoel José Esteves estabeleceu-se na Serra do Caparaó, próximo ao Pico da Bandeira.

Onde hoje se localiza a comunidade de Santa Marta ficava a fazenda do nobre desbravador.




Lá ele permaneceu até morrer, em 1856. Alguns quilômetros mais abaixo, onde hoje está o centro de Ibitirama, outro povoamento se formava paralelamente dentro da Fazenda Santa Bárbara, do casal José Pereira e Cândida Maria Assis.

Mais tarde, eles doaram cinco alqueires de suas terras, onde formou-se o Patrimônio de Santa Bárbara. Logo, outras famílias se instalaram.

Na localidade havia muitos portugueses, suíços e italianos. Os árabes, chamados de turcos à época, começaram a chegar após 1917.

Em 31 de dezembro de 1973, após um decreto estadual, o Distrito de Santa Bárbara do Caparaó passa a denominar-se Ibitirama, que em guarani quer dizer “águas das regiões altas”.

O município se emancipou em 15 de setembro de 1988 e é um dos mais novos do estado do Espírito Santo.

Código: Ibitirama

Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça

O parque fica localizado na divisa dos municípios de Alegre e Ibitirama, na localidade de Araraí. Área não urbana.

O Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça foi criado quando então o Governo do Estado, atendendo uma demanda dos moradores dos municípios de Alegre, Guaçuí e Castelo e de outros Estados da Federação, desapropriou uma área de 27ha, coberta basicamente de pastagem, mas que continha em seu interior a cachoeira do rio Braço Norte Direito ou Cachoeira da Fumaça, que atraía milhares de visitantes devido à sua grande beleza cênica.

A sua cobertura original é do tipo Floresta Estacional Semidecidual, que, ao longo dos anos, foi sendo recomposta, com plantios de essências nativas/frutíferas.

Apesar de suas dimensões implicarem em uma fauna reduzida, observou-se, com o replantio, o retorno de aves e pássaros como siriema, beija-flor, rolinha, bem-te-vi, gavião, jurutí, dentre outros.

O rio Braço Norte Direito além de contribuir com a beleza cênica do local, através da Cachoeira da Fumaça com seus 140 metros de queda, é um afluente do rio Itapemirim, abastecendo vários centros urbanos.

O seu entorno caracteriza-se pela cafeicultura e pecuária leiteira e de corte, em pequenos módulos rurais inferiores a 25 ha.

A região vem sofrendo com desmatamentos clandestinos para expansão da fronteira agrícola e fonte alternativa de energia e com o uso indiscriminado do fogo e de agrotóxicos, apesar de toda fiscalização no local.

Quer Conhecer Mais Sobre a Cidade de Ibitirama, Veja no Site da Prefeitura CLICANDO AQUI.

Conhece o Município de Ibitirama? Compartilhe Conosco suas Experiências nos Comentários Abaixo.




Sandra Santos

O site girocapixaba.com é a concretização de um sonho, onde o foco é o turismo do estado do Espírito Santo. Não me canso de dizer: "O Estado do Espírito Santo é Lindo!"

Website: http://sandrasantos.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *