Município de Cariacica

A história do povoamento de Cariacica inicia-se a partir do final do século XVI e início do século XVII, quando os portugueses fizeram as primeiras incursões pelo rio Jucu, partindo de Vila Velha e atingindo o atual território de Cariacica.




Assim, foram formando fazendas de cana-de-açúcar e implantando engenhos.

No século XVII os Jesuítas passaram a ocupar parte do território. Logo que chegaram, fundaram novas fazendas e engenhos.

Em 1829 Cariacica recebeu os primeiros imigrantes. Um grupo de 400 pessoas de origem pomerana, acompanhado por alemães provenientes de Santa Leopoldina e Santa Isabel, sedimentaram as primeiras povoações em Biriricas, Pau Amarelo e outros locais mais viáveis às atividades agrícolas.

Em 1837 o povoado foi elevado à condição de freguesia, passando a ser denominado São João Batista de Cariacica. O Decreto Lei Estadual nº 57, de 25 de novembro de 1890, assinado pelo governador do estado Constante Sodré criou o município de Cariacica.

A população de Cariacica, que até então se concentrava na Sede, com características predominantemente rurais, passou a ter suas atividades incrementadas pela comercialização e transporte de mercadorias.

Esta mudança foi incentivada pela construção da Estrada de Ferro Vitória-Minas que tinha como objetivo escoar a produção agrícola do interior do Estado e principalmente de Diamantina-MG, para ser exportado pelo Porto de Vitória.

Na década de 40 do século XX, com a inauguração da CVRD – Companhia Vale do Rio Doce, a construção de oficinas de carros e vagões em ltacibá e das estações de Flexal e Vasco Coutinho, além da abertura da estrada de rodagem de Vitória a Rio de Janeiro, BR-101, surgiram novos loteamentos e a população urbana do município dobrou.

Na década de 50 do século XX, o crescimento começou a se acelerar ainda mais com o surgimento de dezenas de loteamentos, principalmente ao longo da BR-262. O desenvolvimento econômico da região atraía pessoas oriundas do interior do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia.

A partir da década de 60 do século XX, foi desencadeado um grande impulso no setor industrial, passando o município a ser um dos mais importantes pólos industriais da região.

Turistando em Cariacica

O município de Cariacica fica localizado na Região Metropolitana da Grande Vitória e está inserida na Rota Caminhos do Imigrante e Rota Imperial.

Considerada uma cidade com diversas belezas naturais, Cariacica é um bom lugar para viver, trabalhar e visitar.

Aventuras como: caminhadas, trekking, campeonato de vôo livre, passeios ciclísticos, trilhas monitoradas entre outros é o que o município oferece para quem vai conhecer o lugar.

Cariacica reflete a miscigenação brasileira e sua formação agrega povos indígenas, negros e imigrantes europeus. Segundo os antigos habitantes, o nome surgiu da expressão “Cari-jaci-caá”, utilizada pelos índios para identificar o porto onde desembarcavam os imigrantes. Sua tradução é “chegada do homem branco”.

O município possui ainda os Circuitos “Monte Mochuara” e “Terras Altas”, que contam com diversas pousadas, produtos caseiros da agricultura familiar, artesanato, etc.

Leia Também: Rota da Cachaça no Espírito Santo




Circuitos Turísticos de Cariacica

Circuito Monte Mochuara

Aos pés do imponente Mochuara, símbolo de Cariacica, várias propriedades oferecem ao turista uma agradável dia de lazer com opções como: trilhas, passeios de pedalinho, banhos em bicas d’água natural, piscinas, tirolesa, arvorismo entre outros.

A gastronomia é bem diversificada podendo encontrar culinária regional, pães, bolos, doces em compotas, mel e licores. Visite o Circuito Monte Mochuara e encontre opções de lazer para toda a família.

Circuito Terras Altas

Vales, montes e uma vasta área de preservação garantem uma cenário encantador ao visitante. Muitas são as atividades oferecidas que vão de trilhas a criação de animais exóticos, tirolesa, piscinas e corredeiras.

Além das delícias oferecidas na roça como pães, bolos e biscoitos os visitantes ainda podem levar para casa produtos derivadas da banana, como: banana chips; banana passa e bombom de banana.

Vale a pena visitar o Circuito Terra Alta e se encontrar com o turismo rural, agricultura familiar e a culinária típica em propriedades rurais que promovem perfeita integração com a natureza e a vida no campo.

Manifestação Folclórica

Uma das mais importantes manifestações folclóricas é o Carnaval de Congo de Máscaras de Roda D’água.

De acordo com a cultura popular, a tradicional festa surgiu a partir das procissões locais que eram feitas em Cariacica em homenagem a Nossa Senhora da Penha.

Diante da dificuldade de locomoção até o Convento da Penha, localizada em Vila Velha, os moradores decidiram homenagear a santa saindo pelas ruas da localidade em procissão animadas por tambores de congo.

Com o passar dos anos, a festa cristã organizada pelos brancos misturou-se às raízes negras e indígenas, dando origem ao carnaval.

Atualmente é uma das festas mais singulares do folclore capixaba. As máscaras eram usadas pelos antigos escravos (Roda D’água era área de quilombo), que queriam participar da festa, mas não podiam ser reconhecidos.

Com o passar do tempo, o uso das máscaras passou a ser uma brincadeira. Os moradores da região que hoje participam da festa, somente retiram a máscara ao final da celebração revelando sua identidade.

Parque Natural Municipal do Monte Mochuara

Um maciço de granito a 11 km do litoral capixaba tem-se o Monte Mochuara. Desde 1990 pertence a uma área de preservação ambiental. O Parque Municipal foi criado para ser um local de proteção da natureza e centro de pesquisas ecológicas. Considerado o principal ponto turístico natural de Cariacica.

Unidade de Conservação de Manguezal

Cariacica conta com mais duas unidades de conservação: a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Municipal dos Manguezais de Cariacica com 740 hectares e o Parque Municipal do Manguezal de Itanguá com 32 hectares.

Parque Linear de São Conrado

O Parque Linear de São Conrado foi instalado numa área de preservação permanente numa parceria entre a Prefeitura e moradores e empresa local.

Na área funcionava um lixão e havia uma nascente que quase secou, mas com sua recuperação e os animais voltando a habitar o ambiente, a nascente se mantém até os dias atuais.

Atualmente o local conta com duas lagoas formadas pela nascente preservada.

Ainda possui área para caminhada e recreação e se tornou um ponto de encontro de lazer e prática de esportes para crianças, adultos e idosos.

Igreja de São João Batista

A primeira Igreja construída em Cariacica está localizada na Praça Central da sede do município. A Paróquia foi inaugurada oficialmente em 16 de dezembro de 1837, sem igreja e sem padre, como “Freguesia de São João Batista”.

Para erguê-la, valeu-se o povo do seu próprio esforço, sob a orientação valiosa e indispensável do padre italiano Frei Ubaldo Civitela Del Tronto que organizava procissões com características muito interessantes.

Cada devoto carregava uma pedra, que juntas, formaram a estrutura e esse momento ficou conhecido pelos populares como “Procissão das Pedras”.

A inauguração da igreja data de 1851, porém ainda sem a torre que foi adicionada na comemoração do Centenário da Igreja.

Conhece Cariacica? Compartilhe conosco sua experiência nos comentários.




Sandra Santos

O site girocapixaba.com é a concretização de um sonho, onde o foco é o turismo do estado do Espírito Santo. Não me canso de dizer: "O Estado do Espírito Santo é Lindo!"

Website: http://sandrasantos.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *